segunda-feira, 30 de julho de 2012

Pensamentos I

Se é pra ser cosmopolita, que sejamos de uma forma decente, inteira. É extremamente alienante ser um cosmopolita com grande envergadura para falar da crise do Paraguai, por exemplo - e isso eu questiono seriamente se você sequer consegue levar em conta o poder da população, da cultura, dos movimentos sociais, das etnias - e ser incapaz de tratar de assuntos da sua universidade, como apoio ou não à greve, cotas. Parece que se criou uma classe entre os assuntos que merecem ou não ser discutidos. Enchem o peito para fazer discursos de Cúpula, mas não enchem a cabeça para refletir sobre as questões do lugar em que estão inseridos. Acabemos com tanta classe, s'il vous plaît.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores