segunda-feira, 30 de julho de 2012

"Apesar de tudo é leve."

Não é que eu esteja pensando demais.  É outra coisa. 
Antes eu realmente passava um bom tempo labirintando. Dessa vez é diferente: parece que os muros de pedra sabão viraram bolhas e agora brinco com elas, sorrio e reparo no arcoíris que só a  luz pode mostrar.
É uma força interior tão grande e tão leve de medos. E se falar tanto eu me perco mais, só o que digo é que há olhares que valem como orações, e os tenho visto frequentemente.  
Obrigada ao senhor Cotidiano, que com suas borboletas amarelas me deixou um cadin imenso de doçura sem mesmo perceber. 
 

2 comentários:

  1. São os outros ou o seu olhar que mudou? Para a gente enxergar olhos melhores precisamos ter olhos melhores.
    É de do lado de dentro que enxergamos o mundo. Essa doçura no mundo é a sua que escorreu pra os seus olhos.

    Beijos, moça.

    ResponderExcluir
  2. É que o importante mesmo só se vê com o coração... é boa essa mudança de ares, esse ver o mundo diferente, é que trás um animo novo...

    ResponderExcluir

Seguidores