domingo, 6 de janeiro de 2013


Nessas horas, nessas lindas horas
        que meu coração dispara e brilha.
E todo temor se torna claro
        quando luz amanhece o dia.

Nessas pequenas horas eu não conto o tempo
Cuido das flores, pra dormirem bem
         apesar de tanto barulho.

Nesses pequenos momentos de
Não, não é a paz, essa palavra
          de serenidade
Que descanso em paz com minhas mãos quentes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores