sexta-feira, 26 de novembro de 2010

(sem título)


Então eu vou dizer que ainda viveremos no mesmo continente, planeta. Vou tentar limpar a superfície simplesmente dizendo que saudade é coisa tola, preciso de um feriado e estarei de volta, tu verás.

A verdade é que por dentro eu choro e não sei (...)

Um aperto no coração, sabe

Aquela dificuldade de sentir os pulmões.

(e de escrever...

(.)

Mas eu gosto dessa tristeza

Pára, me escuta

Alegria é ótimo, mas sempre me sinto tão vazia

Como encher um balão e não dar o nó

acreditando que ele voltará

[e voará]

Longe das mãos...

da minha.

Um comentário:

Seguidores